Notícias
AnterioresPróximas


Levantamento de Doentes Crónicos no país10 Julho 2005
De acordo com solicitação feita na Audiência de 01 de Junho com o Excelentíssimo Senhor Dr. Nunes Abreu, correspondente ao levantamento do número presumível de Doentes Fibrimiálgicos no país, é considerado que:

1 . - Desde Maio de 1999 têm vindo a ser concretizados contactos directos com estes Doentes, após primeira apresentação pública sobre esta patologia na RTP1, pela presidente da APDF, na qual foram descritos os sintomas e dado um nome ao que até então era desconhecido.

2 . - Em Janeiro de 2001, foi retomado o esclarecimento público na mesma estação televisiva, tendo, a partir dessa data, aumentado substancialmente o número de pessoas que, de uma forma ansiosa, tentavam confirmar um diagnóstico, até então direccionado para problemas do foro psiquiátrico.

3 . - Perante o elevado número de casos que nos eram apresentados, foram organizados, com o apoio de diversos Médicos de várias especialidades de todo o país, Encontros e Simpósios quer no Porto, quer em Lisboa, onde se podia ir tomando conhecimento crescente da realidade do país.

4 . - Foi constituída a APDF a 5 de Março de 2002 , sendo dado início a todo um acompanhamento permanente, quer directo, quer telefonicamente, através de uma Linha Verde, abrangendo uma assistência de norte a sul do país. Têm sido efectuadas, desde essa data, reuniões mensais, para as quais são convidados profissionais de saúde, que nos trazem a sua experiência directa, com uma assistência nunca inferior a 60 Doentes. No último ano alargaram-se estas sessões para Lisboa e Tomar, com um número idêntico de presenças.

5 . - Há já dois anos que esta Associação funciona como Entidade Acolhedora de Centro de Estágio de Psicologia, tendo, no momento, três psicólogos estagiários e outros tantos orientadores. É dado acompanhamento pelos mesmos a diversos casos em crise a nível geral do país, através de consultas gratuitas para os sócios.

6 . - Tem sido concretizado, nos últimos anos, um trabalho conjunto entre esta Associação e Hospitais, assim como um intercâmbio de informação e ajuda com Centros de Saúde de todo o país.

7 . - Tem esta Associação estado em contacto directo e permanente com o Instituto Português de Reumatologia, através do Excelentíssimo Senhor Dr. Rui Leitão, tendo-nos sido possível alargar o âmbito do nosso conhecimento sobre a incidência da patologia.

8 . - No último dia 12 de Maio, “Dia Mundial da Fibromialgia”, A APDF organizou um Encontro Científico na Faculdade Fernando Pessoa, no Porto, com a presença de treze Oradores, os quais, durante cinco horas, apresentaram dados explícitos sobre o avanço verificado na percentagem de diagnósticos efectuados, além de dados e conclusões científicas já muito avançadas no nosso país.


Tendo em conta todos os pontos atrás mencionados, consideramos estar em condições de afirmar, com uma margem mínima de erro, que 3 a 5 % da população portuguesa será portadora de Fibromialgia, pressupondo-se que, desses doentes, 2 a 3% estarão definitivamente incapacitados para a sua actividade laboral.


AnterioresPróximas

Desenvolvido por: Particula Digital