Notícias
AnterioresPróximas


A APDF mais rica19 Dezembro 2004
Atendendo aos inúmeros casos existentes de abandono, agressividades e incompreensões de toda a ordem, reflectindo-se numa grave e inaceitável violência doméstica, não só física mas, mais grave ainda, a nível psicológico a que estão sujeitas doentes Fibromiálgicas, a APDF solicitou Audiência à COMISSÂO PARA A IGUALDADE E PARA OS DIREITOS DAS MULHERES, Organismo ligado à Presidência do Conselho de Ministros.

Fomos recebidas no dia 10 de Dezembro, pelas 17 horas, pela sua Presidente, Dra.Maria Amélia Maio de Paiva.

A elevada Compreensão para os problemas diversos apresentados, a extrema Capacidade Humana e disponibilidade com que fomos recebidas, obriga-nos apenas a mencionar duas palavras:

BEM HAJA, Dra. Maria Amélia Paiva!

Foram-nos oferecidas toda a Colaboração e Ajuda direccionadas para as Doentes Fibromiálgicas.

Assim, a APDF e a CIDM acordaram numa estreita colaboração e trabalho conjunto, beneficiando a APDF de toda uma Estrutura gráfica já constituída da CIDM, em que nos será dada possibilidade de colaboração com esta entidade, facilitando, desta forma, a pretendida solução para os casos apresentados.

A APDF tudo fará para enriquecer com toda a sua dinâmica e colaboração o trabalho desta Instituição, provando, dessa forma, que seremos merecedoras da disponibilidade encontrada.

A CIDM faz uma tiragem trimestral de 3500 exemplares de Revistas e panfletos diversos, onde nos será possibilitado um espaço para os casos específicos dos Doentes Fibromiálgicos.

Brevemente estará ao dispor de todos os doentes, no site da APDF, toda a Informação e Dinâmica da CIDM.

Em nome das Doentes Fibromiálgicas mais desfavorecidas emocional e afectivamente e que tanto precisam de uma mão e uma palavra AMIGA, o nosso muito OBRIGADAS à CIDM!


AnterioresPróximas

Desenvolvido por: Particula Digital