Notícias
AnterioresPróximas


A NOVA APDF30 Janeiro 2018
Após terem sido devidamente e minuciosamente avaliadas e estudadas todas as situações que nos levaram a tomar uma posição de suspensão dos trabalhos durante uma semana, foi decidido pois, que, a partir de hoje, nasce uma nova dinâmica para os nossos trabalhos.

Com uma tristeza profunda e uma consciência plena que, devido a "alguns" elementos aqui infiltrados com intenções absolutamente destruidoras desta Associação, a grande maioria dos doentes que de nós tanto precisam serão prejudicados. Contudo, quer a APDF, quer todos os seus Delegados, continuaremos a prestar todas as informações que acharmos pertinentes e importantes, só que, com maiores dificuldades para os próprios doentes, por muito que nos custe e doa!

Assim, não deixando de esclarecer todos aqueles que nos merecem todo o Respeito e consideração e por quem tudo fazemos para que a sua dor seja o mais amenizada possível, frisamos que nunca foi nem será nossa intenção prejudicar, abandonar ou desistir de atingir os Objetivos inicialmente impostos.

A partir de hoje, informamos que apenas passarão a ter ao Vosso dispor os nossos dois E-mails, o que lamentamos profundamente:

geral@apdf.com.pt
apdf.fibromialgia@gmail.com

Esperamos que entendam que não poderemos continuar expostos ao ambiente ultimamente criado nesta Página!

Por Vós e para Vós, continuaremos a trabalhar!

Achamos, contudo, por bem, referir alguns pontos que irão ajudar-vos a entender tudo aquilo que até hoje não conseguiram avaliar e muitas perguntas têm originado:

1 – Após pedido de informação nas autoridades competentes sobre a suposta ilegalidade da atitude da pessoa que foi rejeitada pela APDF e que deu posteriormente continuidade aos seus objetivos por conta própria, fomos informados que deveria o mesmo processo ser sujeito a investigação.

2 - A segunda situação foi provocada por uma invasão abusiva com o objetivo de denegrir a imagem do bom nome da APDF e sua Presidente.

3 – A APDF informou aos doentes em 22 de Dezembro de 2017 o nome de um medicamento “SOMAZINA”, usado para outros fins numa doente fibromiálgica, cujos resultados foram inesperados de um dia para o outro, únicos e inéditos quer na própria doente, quer em inúmeros outros que se prontificaram para participar na experiência sob a responsabilidade da APDF, com o apoio e acordo de diversos médicos consultados para o efeito cujas opiniões foram unânimes de que este medicamento não oferecia qualquer efeito secundário para os doentes fibromiálgicos. Os mesmos estão devidamente identificados, cada um apresentando a sua experiência pessoal, na Página do facebook da APDF, quer através dos Delegados desta Associação, quer por muitos outros doentes que foram apresentando os seus testemunhos. Foi constatado que a "SOMAZINA" actuava através de uma nítida diminuição da dor, melhoria do sono, melhor despertar, redução do cansaço e melhoria do humor. Foi também verificado e sentido de uma forma nítida por todos estes doentes experimentais que diversos sintomas continuavam a aparecer nos mesmos pontos do organismo habituais, mas com muito menor intensidade e mais curta duração.

Estávamos perante uma situação INÉDITA para a Fibromialgia e para todos os seus portadores que foram estudados!

Todos os restantes fármacos já conhecidos, a APDF sempre teve o cuidado de solicitar dentro da nossa metodologia de trabalho, que não fossem nunca mencionados publicamente, atendendo a que, como sempre foi insistentemente repetido, “cada caso é uma caso" e cada medicamento adequado a um doente específico! Foi também insistentemente alertado que nenhum doente deveria tomar qualquer atitude quanto a esta nova informação sem um prévio estudo e um devido aconselhamento médico.

Foi estudado e decidido pela APDF seguir todos os trâmites legais. Após as experiências a nível interno em número suficiente que nos levaram a suspeitar que estavamos perante uma nova situação farmacológica com resultados únicos, demos conhecimento ao Ministério da Saúde, D.G.S. INFARMED e Laboratório FERRER.

Só após ter decorrido tudo aquilo a que éramos obrigados de acordo com a lei vigente, foi anunciada publicamente a situação na Página do facebook.

Esta situação, por informação do INFARMED, encontra-se neste momento em estudo!

A APDF tem estado e continuará a estar ligada aos diversos Grupos formados pela Tutela referentes a tudo aquilo que fomos lutando e propondo em benefício dos direitos que a todos deveriam ser devidos. De acordo com o respetivo desenvolvimento de cada situação em curso, os doentes serão devidamente informados.

Esclarecimento:

Os Estatutos apresentados no site da APDF, correspondem à Comissão Instaladora desta Associação, fundada no dia 5 de Março de 2002, no Hotel Meridian, no Porto, pelas 21 horas, por respeito e gratidão aos elementos que dela fizeram parte. Os Estatutos definitivos, compostos por 15 Páginas e apresentado no 5º Cartório e saído em D.R, continuam em vigor e ao dispor de todos aqueles que o quiserem consultar.

RESOLUÇÕES tomadas por unanimidade em reunião dos elementos presentes dos Corpos Gerentes em 29 de Janeiro de 2018, tendo em atenção o seguinte:

1 – No que diz respeito ao Artigo 7º , apenas ficará a vigorar o 1º ponto referente aos honorários correspondentes às duas categorias que refere “As pessoas que, através de serviços ou donativos, deem contribuição especialmente relevante para a realização dos fins da Instituição”.

2 – Fica, pois, suspensa a aplicação do 2º ponto do mesmo Artigo, ou seja, os sócios ficarão isentos do pagamento de quotas.

Ficará, pois, desta forma a APDF a abranger um campo solidário mais vasto para os doentes que pretende continuar a acompanhar.

Desta forma, comunicamos que:

A partir deste momento, todas as despesas que sejam necessárias para a concretização de viagens ou algo do interesse dos doentes, ficarão por conta dos Corpos Gerentes que constituem esta Associação.

Mais informamos que continuaremos a entregar o respetivo recibo para fins fiscais perante qualquer donativo recebido.

Todos os doentes que já pagaram as quotas correspondentes ao ano de 2018, serão ressarcidos do valor respetivo.

Pela APDF

Fernanda Margarida Neves de Sá


AnterioresPróximas

Desenvolvido por: Particula Digital